Entry: costuma ser o esquerdo Friday, June 08, 2012



ninguém voltou do mar naquela tarde e os
corpos que esperavam na praia eram mais
como barcos naufragados quando os
pedaços de barco naufragado deram à
costa. nessa noite disse coisas sobre o
amor e sobre a poesia junto ao teu pescoço
e fingiste que te interessava. o amor e a poesia
não têm grande relevância prática junto
ao teu pescoço quando as pessoas que
esperavam na praia pelos que morreram
no mar naquela tarde andavam agora à
solta pela vila e as suas mágoas eram
maiores do que o facto de não me poderes
amar. e nas esquinas as putas naufragavam
com o resto dos homens que tinham
chegado à costa com restos de redes
e de crustáceos, com todo o amor e com
toda a poesia que nos faltou encontrar juntos.

   0 comments

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments